RAIKI-SHAGI

Registo da Etiqueta Verdade no Tiro

O tiro, com o ciclo de movimentos de avançar ou retroceder nunca o poderá ser sem cortesia e decoro (Rei).

Depois de ter adquirido a correta intenção interior e a exacta postura na aparência exterior, o arco e flecha podem ser manuseados de forma resoluta.

Atirar desta forma é realizar um tiro com sucesso, e através deste tiro a virtude será evidenciada.

O Kyudo é uma via para o apuramento da virtude plena. No tiro, cada um deve procurar a sua retidão interior. Com a retidão em si próprio, o tiro pode ser realizado.

Quando um tiro falha, não deve haver ressentimento para com aqueles que vencem. Pelo contrário, esta é uma ocasião para se refletir sobre si próprio.

SHAHO-KUN

Princípios do Tiro pelo Mestre Junsei Yoshimi

O caminho não é com o arco, mas com o osso, que é de maior importância no tiro.

Colocar o espírito (Kokoro), no centro de todo o corpo, com dois terços de Yunde (braço esquerdo) empurrar a corda, e com um terço de Mete (braço direito) puxar o arco. Espírito assente, assim se forma a unidade harmoniosa.

A partir da linha central do peito, dividir igualmente a esquerda e a direita para realizar o tiro.

Está escrito, que a colisão do ferro com a pedra lançará faíscas súbitas; do mesmo modo surge o astro dourado, brilhando claramente, e a meia-lua situada a poente.